24.8.07

O julgamento dos mensaleiros...

Eis que no meio de muita ladainha, os "adevogado", na difícil tarefa de inocentar pessoas que já são culpadas só por terem nascido, deixam escapar pérolas que mereciam lugar mais alto que aquelas do ENEM que divulgam todo ano...

- "A denúncia é uma peça de ficção" (advogado do ex-comandante Zé Dirceu)
- "A denúncia é inepta, obscura" (advogado de José Genoino)
- "O mensalão não existiu" (Advogado de Delúbio)

Isso foi na quarta, se não me engano. Os juízes do STF ouviram nada mais nada menos que 25 "adevogado" apresentando suas "defesas".

Eu fico aqui com as minhas reflexões baratas... O que será que passa na cabeça de um advogado desses? Deve ser estranho você defender, por exemplo, o Sr. Valdemar Costa Neto.

Fora as provas materiais, como vídeos, notas, cheques assinados por ele, grana ilícita e o escambal, a mulher do cara (que se separou dele) apareceu em público denunciando as fraudes do ex-marido: o que é que o advogado tem que fazer mesmo? Defender? Como?

O Sr. José Dirceu, denunciado como o mentor do mensalão, pulo fora rapidinho depois que o Roberto Jefferson disse em uma das sessões da CPI: "Zé sai daí rápido". O Lula fez uma pressãozinha e o Zé "sai daí rápido" Dirceu pulou fora. Depois montou um blog tosco como esse aqui, defende idéias, quer a anistia pra voltar à política e tem gente por lá que insiste em chamá-lo de impoluto.

Impoluto sou eu! O Zé é poluidíssimo! Se a CETESB fosse medir a qualidade do ar ao redor do Sr. Dirceu sairia algo como "irrespirável".

O julgamento está só no começo. Ainda passarão por lá mais uns 15 ou 20 advogados munidos das mais diversas palavras difícieis para tentar convencer um juíz de que seu cliente é inocente.

Nesse ponto entra outra questão importante: e se o juíz for da espécie "Lalaus roubanos"? Que acontece? O Zé Dirceu e os quarenta ladrões saem ilesos e inocentados de mais uma dessas?

Na minha opinião, eles deveriam ir a júri popular. Tudo bem que grande parte do povo nem sabe como funcionou o mensalão e não tem a menor noção pra entender o que esses "adevogado" dizem. Mas de uma coisa todo mundo sabe: fomos, leitor, roubados mais uma vez. Se fosse eu, você ou alguém de sua família, seríamos na hora condenados por furto. Uma galinha que fosse mancharia pra sempre nossa imagem e nos guardaria durante alguns anos no xilindró. Porque não é igual pra eles?

Júri popular! Não temos noção das penas que se aplicam a essa caso, mas todos sabemos o que eles merecem.

Eu disse que não falaria de política nesse blog novamente, porém, esse caso merece destaque da mídia interplanetária.

Enquanto isso preparo outro post pra segunda-feira.

Abraço à todos.

2 comentários:

Marco disse...

Bom, sabemos no que isso aí vai dar. Festa com dancinha da Impunidade regada a Pizza.
O Mesmo de sempre. o Povo é o Lobo Mau e eles são a casa de tijolos do terceiro porquinho. Podemos soprar, soprar e soprar, mas nunca vamos derrubar. Não nessa geração de trocar seis por meia dúzia.
E virão outros carnavais, outras copas do mundo e mais mídia sensacionalista-parcial para calar ou confundir o povão nos ônibus lotados.
Eu observo de longe continuando nas minhas reflexões baratas, como um bom lóki de garagem.
É BRASIL,SIL!,SIL!,SIL!,SIL!,sil

Felippe disse...

Justamente, eles estão sendo julgados e a pena é, vão ou não vão responder à processo no judiciário "convencional", com juri popular e tudo mais.

Mas duvido que os cabeças vão ser julgados de verdade...

Teve a pérola MASTER, não lembro qual advogado que disse, mas a frase foi a seguinte:

"Vossa excelência, meu cliente é estrela de pequena grandeza..."

Ou seja, o cara ta querendo se safar por ter sido mero "laranja"... fala sério.