3.11.08

De volta...

Ela voltou. Ela voltou mais forte, mais quente, mais intensa, mais avassaladora que nunca.
Aperta meu peito, reprime meus sentimentos, meus objetivos, meus ideais. Ela invade a minha cabeça e ocupa todo e qualquer pensamento. Me deixa o dia todo ligado à mil. As pernas que chacoalham sem perar, as mãos que não sabem o que escrever, a língua que não profere palavra alguma com sentido. Ela está de volta.
As noites são mais curtas, o sono muito menos intenso. Qualque barulho, qualquer música, qualquer pergunta é o suficiente pra me tirar de onde estou e me colocar de volta a algum lugar do passado. Ela está de volta.
Dessa vez chega a sufocar. É muito mais intenso que antes. E é pior, muito pior. É pior porque, mais uma vez, sei o que fazer, mas não tenho coragem de fazer. Ou, mais uma vez, não sei se estou preparado pra fazer. É tudo confuso. E com ela aqui, a coisa só piora.

Ela voltou e já me ocupa há uns dias. A saudade tá na minha porta mais uma vez e por mais que eu saiba o que fazer com ela, não sei se devo e nem se estou preparado.

Um comentário:

Clayton (Tadeu) disse...

Entendi..entendi!