4.9.07

"... mas o malandro que é não espalha
Aposentou a navalha
Tem mulher e filho
E tralha e tal
Dizem as más línguas que ele até trabalha
Mora lá longe e chacoalha
Num trem da central..."

Homenagem ao Malandro - Chico Buarque

Eu não sou malandro. Não existem mais malandros, isso é fato. O trem também não é da Central, mas é da CPTM. E chacoalha muito.

As mudanças acontecem sempre em nossa vida. E nós precisamos estar abertos e prontos para elas. Minha vida mudou um bocado esse ano. Primeiro pela nascimento do meu filho. Mesmo que vc jure que não vai mudar, vc muda. E todo mundo percebe, menos você. Outra mudança significativa foi no trabalho.

Trabalho no mesmo lugar há seis anos. É o meu primeiro e, até hoje, único emprego. Todo esse tempo estive no mesmo lugar, na mesma mesa, com as mesmas pessoas. De uns tempos pra cá fui comprado. Toda a empresa foi comprada. Aí mudamos para a sede dos novos donos, na Vila Olímpia, aqui em São Paulo mesmo. E daí que a música do Chico se encaixa na minha vida...

Estou chacoalhando todos os dias. E ao contrário do que o povo disse, o trem não é lá essas piores coisas do mundo. É ruim, mas nem tanto.

Saio de casa às 6h30. Vou de ônibus/lotação até a Barra Funda. Lá embarco no CPTM com destino Itapevi. Desço em Osasco e pego o outro trem "alemão" sentido Jurubatuba. Desço na Vila Olímpia e caminho uns 500m até o prédio novo. Pode parecer um maga roteiro demorado e cansativo, mas não é. Pelo menos por enquanto.

Todo esse percurso demora 40m. Eu vou pro serviço e volto pra casa MUITO MAIS RÁPIDO que antes. Incrível, não?! Se vcs soubessem o terror psicológico que enfrentei pra poder aceitar que viria de trem, com certeza estariam rindo. Como eu estou. Não tem nada demais... até aparecem algumas pessoas estranhas, mal (muito mal) encaradas, mas não sou todas. E o trem "alemão" tem música clássica o tempo todo, ar condicionado e bancos estofados. Para os poucos que consegem sentar...

Enfim... vivenciar a mudança tem sido bem interessante pra mim. Esse começo onde tudo é novidade é extremamente excitante. Além do mais, o prédio é bonito, meu micro é novo, as pessoas são mais jovens e com um outro ar que não aquele velho de cansaço e saco cheio e eu estou me sentindo muito bem com isso tudo.

E volto, claro, assim que mais novidads se revelarem.

3 comentários:

Marco disse...

É, meu caro...
Fico contente que as suas mudanças sejam para melhor.
Grande abraço!

Felippe disse...

Que beleza hein... tremzão style!

Poa Cara, bom saber que você foi vendido e está tudo bem... =)

Abraço.

Fábio disse...

Não há como não se renovar com as mudanças, né?

E a vida ser repleta delas de tempos em tempos é a graça da brincadeira.

Abraço!