24.7.08

This is the day

Esse é o dia. 24 anos. A idade das piadas mais sem graças...
Está sendo diferente. Pelo menos pra mim. Descobri que sou ultra-popular na empresa. Todos os meus "colegas de trabalho" que fizeram aniversário se viraram com 30 bombons. Eu, trouxe 50 e não bastou. Veio uma porrada de gente me cumprimentar e, infelizmente, não tinha nada pra retribuir. Fica a lição: se vieram pra me cumprimentar de coração, pouco importa o bombom, caso contrário, mordam-se de raiva que eu nem ligo.
Percebi que sou querido por muita gente. Pessoas que trabalharam comigo há um tempão ainda lembram da data e me ligam, mandam email, mensagem... isso é bom. Dá uma forçazinha qualquer pra continuar lutando e mantendo a coisa nos eixos... Fortalece. E eu ando precisando mesmo disso...
Tem gente que finge que não percebe. Senta bem em frente, vê todo mundo vindo cumprimentar mas não tem coragem de fazer o mesmo. Se surpreenderam quando eu o fizer, tenham certeza.
Enfim... é um dia normal, porém, diferente. Abraços e beijos, declarações e votos de felicidade, de saúde, sucesso, fortuna, juízo. Tudo isso o tempo todo... tudo me lembrando, aos poucos, que a gente sempre precisa de alguma coisa, seja dos votos ou dos abraços.
Quinta-feira, 24 de Julho de 2008. Eu, mais velho. E o dia tá ficando cinza, do jeito que eu costumo venerar ao som de Smiths e algumas brejas... E vai rolar um "parabéns" lá em casa! Minha mãe fez um puta bolo com recheio de coco e cobertura de marshmallow, uns folhados... vai um pessoal pra lá comemorar comigo, graças a Deus!
É... é bom fazer aniversário. É bom ter a família que eu tenho, os amigos que eu tenho, trabalhar onde trabalho - e com quem trabalho -, é bom ter minha(s) banda(s), é bom ter meu filho e é bom saber que estou completando mais um ano entre tombos, reviravoltas, amores, desencontros, problemas, risos, tristezas e alegrias. Viver, amigos... sem ter vergonha de ser feliz.

2 comentários:

Fábio disse...

Rapaz, como tu é novo! Eu também tenho 24 (não, sem piadinhas sem-graça, hehehe) mas jurava que você era bem mais velho. Enfim, parabéns!

E aquele nosso boteco, hein? Acho que só depois de Pequim agora... Mas vamos combinar, pô!

Abração!

laís D'Andréa disse...

Bem atrasada, mas... Meus parabéns! Tudo de muitíssimo bom pra você! E em todo aniversário a gente se surpreende, porque mais pessoas lembram de nós do que poderíamos imaginar. e isso é uma delícia. Grande beijo!