16.1.08

100


Estou a mais de uma semana ensaiando o meu centésimo post.
É uma marca extremamente importante pra mim. Como já disse algumas vezes aqui, já tive muitos blogs. Alguns, creio eu, ainda estão espalhados pela rede, mais empoeirados que a velha estante onde a minha avó guarda a Barsa.

Quando resolvi montar o "O que silencia?" eu tinha outros planos pra ele. Era pra ser quase uma guerrilha! Era pra ser um instrumento que criticasse e mostrasse todas as mazelas da nossa sociedade que não sabe que é uma sociedade. Porém, sempre tive na cabeça a idéia de que pessoas que acessam e lêem blogs não estão afim de acompanhar notícias de jornal, fatos do cotidiano e críticas a sociedade. As pessoas estão afim de ler opinião, histórias, comentários que realmente expressam o que ela própria pode estar pensando a respeito de determinado assunto. Não demorou muito e eu reformulei o blog todo.

Comecei pelo tema, que era muito mais escuro, mais frio, mais chato. Coloquei um mais colorido (embora não personalizado) e adicionei alguns elementos que eu achei que fossem interessantes: a lista de links (com a qual brindo os amigos) e o espaço sem nome onde posto letras de músicas de variados artistas, que, além de ter a ver com o meu momento, passam uma mensagem interessante. De Caetano a Slayer, a gente aborda tudo!

Depois de me adaptar e me sentir mais feliz com a nova cara do blog, redirecionei os posts às coisas ligadas à mim. Mesmo falando das mazelas sociais - como trens lotados, chuva, confusão, briga, futebol - eu fazia com que o post tivesse a minha impressão sobre o fato: e deu certo!

Hoje, no post aí debaixo, consegui meu recorde! São 5 comentários! Amigos, blogueiros, pessoas que só conheço daqui mesmo, minha prima... enfim. Tem gente lendo, e o melhor de tudo, comentando, as coisas que eu escrevo. Já cansei de dissertar sobre a divina arte de escrever pra ninguém ler. Hoje penso de outro forma: eu, definitivamente, escrevo por necessidade e por prazer. Muito mais por prazer. Saber que alguém leu e gostou e até que comentou o que eu escrevi, me motiva ainda. Só vocês sabem se isso é bom ou ruim! rs...

Demorei muito pra fazer esse post que é uma marca pra mim. Quero aproveitar e dedicá-lo com carinho a cada um dos amigos que acessa o "O que silência?", lê o que escrevo, comenta e se torna freqüentador assíduo deste lugar.

Pra esse ano, prometo muito mais posts, muito mais assuntos legais, prometo me aculturar mais pra passar a vocês mais impressões minhas sobre esse mundo nosso. Doido, mas nosso.

É isso aí! Com a felicidade de sempre, um brinde aos amigos e ao MEU blog!

3 comentários:

Fábio disse...

Grande Aldo, que seja apenas a primeira centena, de muitas que virão por aí!

Vida longa ao blog! Abraço

Marco disse...

Parabéns!
Continue aí nas pista que eu tô por aqui lendo tudo.

garrafa e mar disse...

Acho bacana quando vc escreve a respeito de seu blog: parece tão sério, vc da um "ar" tão formal ... acho isso curioso.

Sou muito mais pretencioso, mas já na primeira frase de meus posts; já desisti e acabo escrevendo bobagens.

As pessoas q comentam fazem parte de sua história? Pois vc faz parte da minha. Vc foi a primeira pessoa desconhecida a ler o meu blog. A felicidade q aquilo me causou n tem preço.

obrigado.
parabêns pelo seu blog.

a gente escreve pra poder existir.