5.2.09

Keilinha sumiu...

 
Keilinha desapareceu!
Escafedeu-se!
Sumiu!
Casou, mudou e o endereço não deixou... Será?
Teria Keilinha casado sem me avisar?
 
Sem mais notícias,
Sem mais novas,
Sem mais nada - nem mais, nem menos
Só assim: PLIN!
E se foi...
 
Saudades de Keilinha
Dos cabelos cor-de-fogo
Dos goles festejantes
Dos olhos concentrados
Da sinceridade desconcertante...
 
Reapareça, Keilinha!
Se essa carta receber,
Mande qualquer notícia
Qualquer nova
Outra bossa...
 
Meus copos nunca mais foram tão cheios...